• Casas de Alpedrinha

Inauguramos As Nossas Novas Casas

Dia 7 de Dezembro foi dia de inauguração, um dia dedicado ao convívio em comunidade e a conversas sobre propósitos maiores.



A reabertura das Casas de Alpedrinha representam uma etapa decisiva para a concretização dos sonhos que este projecto acolhe em si, faz várias gerações.


Todo o projecto gira em torno de um amor pela Vila e da vontade em dar-lhe a visibilidade merecida e necessária à sua preservação.




Realizamos dois momentos de inauguração e ambos foram marcados pela presença de um sentido de pertença a algo maior que nós.


Ao longo do dia foi-se tecendo esse algo maior, com a partilha de histórias do passado, do presente e de visões do futuro para a Vila e sua Comunidade.




O dia iniciou agraciado pela visita do sol.


Durante a manhã visitamos as casas de campo e passeamos pela quinta. Seguiram-se os petiscos no Restaurante Papo d’ Anjo e o desfrute do ar livre e puro da montanha.

À medida que mais membros da comunidade chegavam e se juntavam à conversa, a alma da vila foi ganhando vida, cada um adicionando o seu fio de memórias e histórias que tecem a alma de uma comunidade.


Este primeiro momento de celebração trouxe um reforço de inspiração para um segundo momento dedicado à apresentação do conceito ‘Natureza & Património’.






Um tarde dedicada a conversas sobre a prática de negócios conscientes


Da parte da tarde tivemos como speaker convidado um dos co-iniciadores do movimento Capitalismo Consciente, em Portugal, Luís Gonzaga.


O ambiente de encontro de comunidade manteve-se, apesar da introdução da narrativa a propósito da estratégia e posicionamento da Marca. O sol já contornava a cumeeira da Gardunha e nós, sentados nos muros de granito, continuámos contado histórias, aproveitando os últimos raios de sol.


O momento formal de inauguração das casas foi assinalado pelo Vice-Presidente da Camara do Fundão - Miguel Gavinhos, que nos trouxe palavras de incentivo e reconhecimento da relevância do empreendimento para a dinamização do turismo na Vila e da Região.



Seguiu-se um momento de conversa onde procuramos oferecer um visão geral da nossa estratégia e ambição.





No coração das Casas de Alpedrinha jaz a preocupação pelo cuidar e preservar do património vivo e construído da Vila que lhe dá o nome.


‘Natureza & Património’ é a expressão que contém em si o cuidado e a atenção pelas gentes da vila, pelos costumes, pelas tradições, pelo património cultural e natural.


É um conceito que representa o nosso compromisso com um propósito maior que nós mesmos.


O ano de 2019 foi para nós um ano de abraçar oficialmente este compromisso que é também um legado, uma evolução natural de um projecto de raízes familiares.


A Certificação Biosphere foi uma das primeiras apostas a assinalar o propósito de iniciarmos um percurso que liga o desempenho da nossa actividade com a realização dos objectivos de desenvolvimento sustentável, nas áreas do ambiente e clima, sociedade, economia e cultura.



Aprofundar laços com a comunidade de modo a criar resultados que todos celebrem.

Agora com a reabertura das casas, prontos para receber turistas e viajantes de todo mundo, anunciamos um outro pilar na materialização do nosso conceito que passa por iniciar a criação de espaços de diálogo e reforço de laços com a comunidade.


Espaços criados com a ajuda da facilitação de metodologias participativas, assentes no diálogo e escuta, que esperamos nos possam guiar na co-criação de um futuro sustentável para esta Vila, situada bem no coração da Beira baixa .


Resta-nos agradecer a todos os presentes e ausentes que connosco celebram mais esta etapa. Bem Hajam!

405 visualizações
Follow us
  • Casas de Alpedrinha

© 2019 Casas de Alpedrinha